Arquivo

Archive for the ‘Noticias’ Category

IBM prevê máquinas que lerão mentes em 2017

dezembro 21, 2011 Deixe um comentário

 

           A gigante multinacional americana da tecnologia IBM previu um futuro próximo no qual as máquinas lerão a mente humana e reconhecerão com quem estão interagindo.
As previsões "IBM 5 em 5", reveladas nesta segunda-feira pela empresa com sede no estado de Nova York, se baseiam em tendências que, segundo a IBM, começarão a se concretizar em 2017.
"De Houdini a Skywalker, a X-Men, ler a mente foi meramente uma ilusão para os fãs da ficção científica durante décadas, mas seu desejo pode se tornar realidade em breve", disse a IBM em sua avaliação anual sobre inovações futuras.
"Os cientistas da IBM estão entre aqueles que investigam a forma de vincular o cérebro com o resto dos dispositivos, como um computador ou um smartphone", continuou.
Previsões
            A IBM colocou como exemplo telefonar para alguém ao apenas pensar nesta pessoa, ou fazer o cursor de um computador se mover na tela apenas ao desejar isso.
A estrutura biológica se converterá na chave da identidade pessoal, com verificação de retina para reconhecer rostos ou de vozes para confirmar quem são as pessoas, em vez de ter que escrever senhas, indicou a companhia em suas previsões.
"Imagine que você será capaz de ir até um caixa eletrônico para retirar dinheiro de forma segura apenas dizendo seu nome ou buscando um pequeno sensor capaz de reconhecer os padrões únicos da retina de seu olho", disse a IBM. "Ou fazendo o mesmo, você pode revisar seu saldo em um telefone celular ou tablet", continuou.
Novas tecnologias
           Também haverá tecnologia capaz de produzir energia elétrica a partir de qualquer tipo de movimento, tanto de caminhar quanto de andar de bicicleta, assim como a partir do fluxo de água nas tubulações dos lares, disse a IBM.
Segundo a empresa, os telefones celulares reduzirão o abismo digital entre ricos e pobres, fazendo com que a informação seja facilmente acessível para todos, enquanto os e-mails não desejados serão eliminados por um filtro de seleção inteligente dos anúncios.

Fonte: band.com.br

Categorias:Noticias, Novidades

Caixa de placa-mãe da ASUS vai servir como case de computador

 

A ASUS poderá ganhar alguns pontinhos com o Greenpeace assim que começar a vender o seu novo modelo de placa-mãe mini ATX apresentada hoje durante o CEBIT, na Alemanha. A placa-mãe em si não tem nada de mais, ela não transforma gás-carbônico em oxigênio ainda (embora não seja uma má ideia), mas a caixa em que ela é vendida pode ser reutilizada e isso garante ao menos um rápido sorriso na face dos loucos por reciclagem.
image

Provavelmente qualquer caixa de papelão em que placas-mães são vendidas hoje em dia podem ser recortadas, moldadas e montadas para servir como uma case de computador. Mas a caixa criada pela ASUS é a primeira que tem esse propósito em mente, com partes já vincadas e perfuradas para receber a placa-mãe que vem dentro dela e abrigá-la junto com os demais componentes.

Segundo a empresa, esse modelo de placa-mãe e caixa vai servir mais para aqueles apressados que querem montar e ligar o seu computador o mais rápido possível, se preocupando depois em procurar uma case compatível. Ainda não sabemos qual o modelo de placa-mãe será vendido com essa caixa, mas a empresa garante que em junho desse ano ela estará disponível no mercado.

 

tecnoblog.net

Alemanha inaugura a maior feira de informática do mundo

 

 

 Visitante observa uma das instalações em exposição na feira de informática

Visitante observa uma das instalações em exposição na feira de informática

A maior feira informática do mundo começa nesta terça-feira na Alemanha, em meio a inquietações sobre questões de segurança e confidencial idade no setor, depois do "desaparecimento" de 150.000 contas do e-mail do Google.
O salão Cebit de Hanover aborda nesta semana o "cloud computing" ou "computação em nuvem", sem responder a todas as perguntas feitas sobre confidencialidade levantadas por essa tecnologia dominada pelas empresas americanas.
Com efeito, no início desta grande feira alemã realizada sob o slogan "viver e trabalhar nas nuvens", o Google acaba de ilustrar os riscos vinculados a essa tecnologia.
O grupo americano reconheceu problemas que afetaram o e-mail de 150.000 pessoas em todo o mundo, que perderam suas contas talvez para sempre.
Apesar de o incidente ser pequeno na escala do gigante da Internet, já que afeta apenas 0,08% de suas contas de e-mail, "é a primeira vez que isso ocorre com essa magnitude", declarou à AFP Carlo Velten, do gabinete da assessoria Experton.
Todo internauta que utiliza uma conta de e-mail recorre ao "cloud computing".
"A maioria dos consumidores fazem ‘cloud computing’ sem saber", explica à AFP August-Wilhelm Scheer, presidente da federação tecnológica alemã Bitkom. Isso ocorre quando publicam fotos de suas férias via rede social Facebook, quando jogam on-line ou quando se inscrevem em um site de encontros.
Para isso, utilizam programas que não estão no disco rígido do computador, mas em uma "nuvem" de servidores dispostos em todo o mundo e acessíveis pela Internet, de forma gratuita ou mediante remuneração.
Os dados são acessíveis em qualquer lugar e, para as empresas, esse sistema é menos oneroso que criar um servidor ou comprar licenças de programas informáticos.
Bitkom calcula que na Alemanha o volume de negócios do "cloud computing" ultrapassará os 1,1 bilhão de euros em 2010, chegando em 8,2 bilhões em 2015.
Essa expansão suscita uma certa desconfiança, particularmente na Alemanha, país muito preocupado com a confidencialidade, e que já obrigou o Google e o Facebook a serem mais exigentes no tratamento de dados privados.
A desconfiança aumenta com o fato de quase todas as empresas de "cloud computing", proprietários de servidores gigantestos, serem americanas: Amazon, Google e Microsoft dominam o mercado.
"Algumas empresas se recusam a utilizar servidores situados nos Estados Unidos, já que as leis do país contra o terrorismo permitem acessar dados privados", explica Carlo Velten.
Mas os americanos poderiam resolver o problema, criando um centro de dados na Europa. O especialista prevê também que "os países que têm as leis mais rígidas em matéria de proteção de dados serão os vitoriosos" da informática na "nuvem", e cita a Suíça, país muito atraente, segundo ele, para empresas que buscam segurança.
Scheer, por sua vez, relativiza os riscos vinculados à centralização de dados em servidores gigantescos.
"Podemos imaginar um atentado, ou um avião se chocando contra um servidor; Mas o mesmo pode ocorrer com as centrais elétricas, e nem por isso empresas do setor controem cada uma central diferente", explica.

band.com.br

Governo alemão abandona o Linux

fevereiro 23, 2011 Deixe um comentário

 

 

Desktops serão migrados para o Windows XP

O Ministério para Assuntos Estrangeiros do governo alemão decidiu abandonar o Linux e planeja migrar seus desktops novamente para o Windows XP.
Em duas ocasiões, o ministério recebeu a certeza por parte da consultoria McKinsey de que o Linux e os softwares de código aberto formavam uma parte perfeitamente adequada de sua estratégia de TI.
Mas parece que isso já não é mais o caso.
McKinsey chegou a destacar algumas áreas que causaram certa preocupação durante seu primeiro estudo em 2009, mas concluiu na época que isto não traria problemas sérios.
Um problema apontado na época estava relacionado com a interoperabilidade dos documentos. A solução proposta foi a atualização para versões mais recentes do OpenOffice.
Já um segundo estudo realizado em 2010 descobriu que uma mudança para um ambiente baseado puramente no Windows custaria caro e daria muito trabalho.
Mas no final do mesmo ano, o comissário Dr. Michael Groß, do departamento de TI do ministério, disse que uma decisão havia sido tomada em agosto de 2010 para que todos os desktops fossem revertidos novamente para o Windows XP em resposta às críticas relacionadas ao grande número de problemas com a interoperabilidade.
E caso você esteja se perguntando o porque da opção pelo Windows XP ao invés do Windows 7, Groß disse que o Windows XP, que completa 10 anos agora em 2011, é “a fundação uniforme para uma futura implantação de um novo sistema usando o Windows 7 e o Office 2010”.


Windows XP: problemas com a interoperabilidade pesaram na
decisão do ministério de voltar para o sistema da Microsoft

baboo.com.br

Categorias:Noticias

AutoRun no Windows para dispositivos USB será desativado via atualização automática

fevereiro 12, 2011 Deixe um comentário

 

O AutoRun no Windows permite que um aplicativo seja executado ao inserir um CD, DVD ou um dispositivo de armazenamento USB, como um pendrive. Além da comodidade que isso traz para instaladores (especialmente considerando usuários finais, muitas vezes leigos) há um problema grave: segurança. Vários malwares ficam monitorando o uso de mídias removíveis, como pendrives e cartões de memória, e instalam um replicador nele. Ao ser plugado num outro computador com o AutoRun ativo, o comando seria executado e, dependendo das configurações, conseguiria infectar mais um PC.

Nas versões recentes do Windows essa política mudou bastante. Para começar, em vez de rodar o programa, aparece um aviso com várias opções, permitindo explorar a pasta – recurso bastante útil.

A MS havia divulgado informações sobre mudanças do AutoRun no Windows 7 e pouco depois portou o sistema para o Windows XP, Vista, Server 2003 e 2008. A atualização ficou disponível para download manual.

Agora anunciaram uma melhoria no projeto: a atualização será embutida no Windows Update, devendo chegar automaticamente para maioria dos usuários de Windows.

Essa mudança impede a execução automática de aplicativos apenas em unidades USB. Continua valendo para CDs/DVDs, o que não é um problema, visto que essas mídias são – quase sempre – somente leitura. De qualquer forma essa atualização é marcada como importante, porém não é considerada de segurança, visto que era um recurso – não uma brecha explorada.

Há mais informações sobre isso nessa página.

Fonte: hardware.com.br

SP1 do Windows 7 e Server 2008 R2 chega ao RTM

fevereiro 11, 2011 Deixe um comentário

 

A Microsoft anunciou oficialmente o RTM do SP1 do Windows 7 e Server 2008 R2. RTM (Release To Manufacturing) indica o estado final, onde o software passará a ser usado pelos integradores de computadores com Windows. O lançamento ao público em geral será no dia 22, e para os assinantes da TechNet e MSDN, dia 16.

No Windows 7 o SP1 não traz nada significante, ele será basicamente um conjunto das atualizações já lançadas, incluindo as que são publicadas no Windows Update.

Já no Windows Server 2008 R2, que mantém o mesmo kernel do 7, as coisas são mais interessantes: além das correções tradicionais há dois novos recursos. Dynamic Memory e Remote FX: eles melhoram a capacidade da plataforma de virtualização dela, o Hyper-V. Detalhes do Dynamic Memory foram publicados num post à parte, já que são bastante específicos. O RemoteFX permite virtualizar recursos da GPU, oferecendo aceleração gráfica para as máquinas virtuais e ultra-thin clients de baixo custo.

Para a maioria dos usuários de Windows 7 com atualização automática ativada, portanto, não vale a pena correr para baixar versões vazadas do SP1. Ele será útil nas novas instalações do 7, permitindo instalar de uma vez praticamente todas as atualizações lançadas até então.

Fonte: hardware.com.br

SINIAV: todos os automóveis brasileiros ganham chip até 2014

fevereiro 9, 2011 Deixe um comentário

 

Projeto inovador no trânsito brasileiro

O DENATRAN (Departamento Nacional de Trânsito) está começando a colocar em prática o novo SINIAV (Sistema de Identificação Automática de Veículos). Este sistema será responsável por uma série de vantagens para todos aqueles que constituem os tráfegos de veículos das metrópoles brasileiros.

Trata-se de um projeto que irá colocar chips eletrônicos em veículos para que possam ser identificados eletronicamente por antenas dispostas nas cidades. Estas antenas irão enviar os dados para centrais de processamento e verificar a situação do veículo analisado.

Para que seja possível instalar o SINIAV de maneira efetiva em uma cidade, é necessário utilizar grandes quantidades de componentes. O mais básico deles é um chip eletrônico que pode ser anexado às placas dos carros ou então colado nos para-brisas deles. Este chip deve conter uma série de informações, como número serial do chip, placa, chassi e RENAVAM do carro e também dados privados, para veículos de empresas.

Cada DETRAN estadual deve ser equipado com uma central de recepção de informações. Enviadas pelas antenas, estes dados recebidos devem ser sincronizados com centrais nacionais para que, sempre que houver necessidade, sejam emitidos alertas sobre roubos, furtos e problemas com cargas.

 

O Brasil não é o inventor deste sistema, mas é um dos primeiros a tentar aplicá-lo como uma lei. Fora daqui, são raros os países que o utilizam como solução do transporte, sendo mais empregados em empresas privadas de rastreamento de veículos roubados.

Exemplo disso é a Tracker, uma das primeiras fabricantes a receber homologação do DENATRAN para a fabricação de dispositivos. Sendo parte integrante do Tracker VSR Group, ela já está presente em 18 países com sistemas privados de rastreio de carros e motos.

Na Noruega, uma cidade chamada Trondheim já apresenta um sistema parecido. É verdade que a população de 120 mil pessoas (e quase o mesmo número de carros) nem se compara a de uma cidade como São Paulo, mas o sistema-modelo é base para muitas lições. Lá, todos os carros são ligados a uma rede sem fio que controla todo o tráfego da cidade.

Fonte:todaacaixadeentrada